Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN)

Vórtice Ciclônico de Altos Níveis

Um vórtice com circulação ciclônica que se localiza em altos níveis da atmosfera. Geralmente a região sob seu centro é caracterizada por tempo aberto, enquanto nas bordas há maior nebulosidade e chuva.

Ciclones são regiões de baixa pressão, onde os ventos sopram em direção a baixa, e isso não é diferente para um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis.

No entanto, ao contrário de um ciclone de superfície que tem como principal característica o tempo nublado em seu centro, em um VCAN o que predomina é o tempo aberto no centro e nublado nas bordas. Isso ocorre devido à sua localização nos altos níveis da atmosfera, que faz com que o ar que converge em seu centro não consiga ascender mais na atmosfera, sendo então forçado a descer.

Esse tipo de movimento, chamado de subsidência, dificulta a formação de nuvens, e consequentemente mantém o tempo aberto. Nas bordas do VCAN, no entanto, o ar não está convergindo, muito pelo contrário, ele diverge. Isso indica que há movimentos ascendentes nessa região, que são responsáveis por formar nuvens e chuva.

Os VCANs são extremamente comuns no Nordeste do Brasil nos meses de verão. São responsáveis também por parte da convecção ao norte da região. Estudos indicam que sua formação está diretamente ligada à outros sistemas, como a Alta da Bolívia e a passagem de frentes frias que chegam até baixas latitudes. Isso mostra o quão complexos podem ser os padrões de verão no Brasil, onde diferentes sistemas em diferentes regiões afetam a precipitação no país inteiro.


Autor: Rafael Cesario de Abreu
Fonte: American Meteorological Society, cited 2015: upper-level cyclone. Glossary of Meteorology. [Available online at http://glossary.ametsoc.org/wiki/Upper-level_cyclone]; KOUSKY, VERNON E., and MANOEL ALONSO GAN. “Upper tropospheric cyclonic vortices in the tropical South Atlantic.” Tellus 33.6 (1981): 538-551.

Marcações: