Horário de Verão

Horário de verão

O Horário de Verão, também conhecido como Daylight Saving Time (DST), é uma maneira de aproveitar melhor a luz solar adiantando os relógios em uma hora durante os dias mais longos do verão.

Os primeiros cálculos e experimentos com o Horário de Verão datam do final do século 17, quando George Vernon Hudson propôs que os relógios fossem adiantados durante o verão. Na ocasião, esperava-se que a mudança fosse capaz de trazer melhorias na qualidade de vida e na saúde geral da população.

O Horário de Verão entrou em vigência em 1916 em alguns países da Europa, sendo posteriormente adotado em diversas partes do planeta com resultados geralmente satisfatórios. No entanto, o horário de verão também trouxe alguns problemas para o tráfego entre diferentes países, o comércio transatlântico e a informática, entre outros.

O decreto nº 6558 da Casa Civil da Presidência da República define regras para o início e o término do horário de verão no Brasil. Geralmente, os relógios devem ser adiantados em uma hora no terceiro domingo de Outubro e atrasados em uma hora no terceiro domingo de Fevereiro.

Curiosidade: Enquanto o horário de verão está ativo, o horário universal (UTC) não sofre alterações. Isso significa que a diferença entre o horário de Brasília (UTC-3) e o UTC, geralmente de três horas, se reduz para somente duas durante o período do horário de verão.


Autor: Matheus Manente
Fonte: “Single/Double Summer Time policy paper” (PDF). Royal Society for the Prevention of Accidents. October 2006; George Gibbs (2007-06-22). “Hudson, George Vernon 1867–1946”. Dictionary of New Zealand Biography; “Decreto Nº 6558, de 8 de Setembro de 2008”. Presidência da República – Casa Civil – Subchefia para Assuntos Jurídicos.

Marcações: