Dados Interpolados

Dados interpolados

Quando não existem estações meteorológicas próximas a um local determinado, suas condições do tempo podem ser determinadas de maneira indireta pela interpolação de dados.

A interpolação é o processo matemático que procura estimar valores intermediários a partir de valores discretos conhecidos de uma variável dependente. Em outras palavras, se temos dois ou mais pontos com dados meteorológicos conhecidos, podemos estimar o que houve na região central entre eles, onde não houve registros.

Existem diversos métodos de interpolação que ajustam funções matemáticas aos pontos existentes, de maneira a determinar as ocorrências intermediárias. O esquema de Cressman (1959) é um exemplo. Geralmente os métodos utilizam ajuste de curvas ou regressão estatística, mas cada caso específico pode exigir métodos de interpolação diferentes.

Embora o processo seja muito satisfatório para determinar algumas propriedades (como a temperatura e a umidade relativa), ele apresenta problemas com outras variáveis, como a precipitação, que ocorre de maneira não-contínua, pontual e esparsa. Outra opção para obter dados de locais sem registros meteorológicos são os dados de reanálise ou modelos meteorológicos.


Autor: Matheus Manente
Fonte: Ahrens, C. D. Meteorology Today: An Introduction to Weather, Climate, and the Environment. Brooks/Cole Cengage Learning, Belmont, CA, 2009. American Meteorological Society, cited 2014: Interpolation. Glossary of Meteorology. [Available online at http://glossary.ametsoc.org/wiki/Interpolation].

Marcações: