Chuva

Chuva

Precipitação na forma de gotas de água líquida que se formam na atmosfera e caem em direção à superfície. Possuem diâmetros maiores do que 0,5 mm. Gotas menores são chamadas de chuvisco ou garoa.

As gotas de chuva se formam dentro das nuvens a partir de diversos processos físicos, como a colisão entre duas gotículas menores para formar uma maior. Quando elas estão grandes o suficiente para não serem carregadas pelo vento, a gravidade faz com que caiam para a superfície.

A chuva é considerada um tipo de hidrometeoro. Durante a queda, as gotículas podem ser alteradas dependendo das condições atmosféricas, e transformadas em outro tipo de precipitação – Por exemplo, uma atmosfera seca pode fazer com que a chuva evapore antes de atingir a superfície, gerando um fenômeno conhecido como virga.

Geralmente, a chuva está associada a nuvens do tipo cumulus, stratus, nimbostratus e altostratus. Tempestades com raios só são originadas de nuvens cumulonimbus, embora muito raramente raios possam se originar em nuvens do tipo nimbostratus. Outros tipos de nuvens não causam precipitação, devido aos processos físicos de sua formação.

Curiosidade: O cheiro característico que sentimos antes ou depois da chuva não vem das gotas em si: Na verdade, este odor se origina de bactérias do solo que produzem gases aromáticos. Quando a chuva cai, empurra estes gases para o ar, onde o vento se encarrega de espalhá-los.


Autor: Matheus Manente
Fonte: American Meteorological Society, cited 2014: Rain. Glossary of Meteorology. [Available online at http://glossary.ametsoc.org/wiki/rain]; Ahrens, C. D. Meteorology Today: An Introduction to Weather, Climate, and the Environment. Brooks/Cole Cengage Learning, Belmont, CA, 2009.

Marcações: